Linha Artistas 2020

A Linha Artistas fala de vinhos de precisão, vinhos de regiões específicas, que expressem as características de sua variedade e de sua região de origem. Dirigidos a consumidores que busquem vinhos sérios e precisos. Nossa proposta é tentar repetir as variedades a cada ano, identificando as melhores uvas e melhores regiões. Nesta linha tentamos também repetir os parceiros viticultores, com o objetivo de dar uma sequência ao trabalho safra após safra.

 

O nome da linha é uma homenagem aos artistas que irão desenvolver os rótulos a cada ano. Cada safra terá seus rótulos assinados por um artista convidado, buscamos artistas locais que estejam de alguma forma conectados ao projeto. Entregamos uma garrafa de cada vinho daquele ano ao artista convidado e deixamos que ele se inspire, expressando através de sua arte, sua percepção do projeto e dos vinhos Arte Líquida.

LaciStopassola.jpg

"Graduada em educação artística com habilitação em artes plásticas (licenciatura plena) pela Universidade de Caxias do Sul.

Teve o privilégio de publicar na revista americana "The Decorative Painter", mantida pela Society of Decorative Painters - organização mais prestigiada mundialmente em pintura decorativa. A SDP promove a "Annual International Conference & Expo", onde já participou em diversas edições: Tampa (FL), Las Vegas (NV), Wichita (KS) e Chicago (IL).

Certificada como Artista Decorativo RS (CAD), CPAD (Certificación Profesional en Artes Decorativas), homenageada pela AGAPA (Associação Gaúcha de Pintura Artística) e com diversas premiações na América Latina.

O "Atelier Laci" participou de algumas edições da revista de artes plásticas DARTIS, além do caderno "Casa&Cia" do jornal ZeroHora.

Há 20 anos ministra cursos regulares de pintura decorativa em seu próprio atelier localizado em Canela (serra gaúcha), desenvolvendo técnicas como Khokhloma, Bauernmalerei, Arte Brasil, Rendas, azulejos portugueses e efeitos especiais sobre diferentes substratos."

Laci Stopassola

mockup_reissen_edited.jpg
mockup_reissen_mg.png

REISSEN 2020

Dando sequência à safra 2019, este branco da safra 2020 com certeza é um dos vinhos que mais sintetiza o objetivo que buscamos nesta linha artistas, precisão, caráter varietal, longevidade, acidez cortante ou, como se diria no alemão antigo, Reissen!

O nome deste vinho foi uma homenagem ao amigo e produtor Rolf, dono de uma propriedade lindíssima no município de Nova Petrópolis, RS, na linha Nove Colônias. Responsável por nos entregar uvas da variedade Riesling Renano, um dos poucos, senão único produtor, a cultivar esta variedade no BR. O nome também faz alusão a um jargão do alemão antigo, Reissen ou Rîzan, que significa corte, incisão, uma brincadeira mencionando a acidez cortante deste branco.

Como a uva entrou na vinícola com uma qualidade altíssima, isso nos permitiu elaborar este branco com grande precisão e mínima intervenção. Utilizamos uma dose mínima de SO2 (metabissulfito de potássio em pó) somente no desengace da uva, 10 mg/L considerando o mosto sem cascas.

O vinho finalizado e engarrafado apresenta um SO2 livre de 12 mg/L!!

Viva os vinhos naturais.

Clique na imagem para abrir a ficha técnica >
REISSEN2020.jpg

Disponível em garrafa magnum (1,5L)

mockup_barrica_edited.jpg
mockup_barrica_mg.png

Disponível em garrafa magnum (1,5L)

BARRICA ABERTA

O ano de 2020 foi o primeiro que nos aventuramos com esta cepa maravilhosa, mas tão sensível e cheia de sutilezas, sem um trabalho meticuloso no vinhedo e muita sensibilidade dentro da cantina é quase impossível produzir-se um lindo Pinot Noir.

Elaboramos dois Pinots em 2020, um deles através de um processo mais tradicional, desengaçando a uva e fazendo remontagens leves e diárias com bomba e baldes uma a duas vezes por dia, extração leve exaltando a fruta e frescor, esse foi nosso Pinot Puro. No caso do Caneleiras Open Barrel, separamos um lote da mesma uva e vinificamos de uma forma completamente diferente. Utilizando uma caixa d’água aberta, não desengaçamos as uvas, através de um processo sutil de pisa, íamos esmagando os cachos inteiros, com engaço e tudo e jogando para dentro, parte dos cachos esmagados, parte inteiros.

Durante a fermentação, que durou aproximadamente 14 dias, eram realizadas pigeages manuais de 3 a 4 vezes por dia, após este período, descubamos o vinho e prensamos levemente o bagaço. O vinho estagiou por 1 ano em barricas de carvalho francês de terceiro uso e após, mais um ano em tanques para então ser engarrafado.

Nosso objetivo aqui era buscar um Pinot Noir de perfil mais sério e austero, um tinto para ser degustado depois de alguns anos e que alcançasse um bom potencial de guarda. Esperamos ter alcançado este objetivo.

Clique na imagem para abrir a ficha técnica >
Slide9.PNG

Ensaios 2020

Os vinhos da Linha Ensaios são vinhos joviais, leves, vinhos do ano e descomplicados, vinhos para serem consumidos a qualquer momento e em qualquer situação. Beba nossos tintos resfriados se assim preferir. Coloque no balde de gelo sem medo. Beba um tinto onde normalmente beberia um branco. Esqueça as regras e etiquetas.

 

A Linha Ensaios fala de alegria, aventura, ensaios, vinhos fáceis e descomplicados para todos os tipos de gostos e consumidores.

mockup_15_2.jpg
xv_mg.png

Disponível em garrafa magnum (1,5L)

MACERADO XV

Um branco macerado sempre foi um desejo no projeto Ensaios, em 2019 infelizmente não conseguimos, agora em 2020, com uma linda safra, tivemos a oportunidade de elaborar nosso branco de maceração prolongada. Foram exatamente 15 dias de skin contact. A uva chegou de Encruzilhada do Sul no dia 15 de fevereiro em torno de 7 horas da manhã depois de viajar a noite toda em um clima fresco. Com tudo preparado, desengaçamos a uva diretamente para uma caixa d’água de 1000L com bocal mais estreito que nos permitia realizar pigeages manuais de 3 a 4 vezes por dia.

Após 15 dias desse processo e análises frequentes devido ao risco deste tipo de vinificação, decidimos que era hora da descuba. Sem prensar, separamos o suco das cascas e trasfegamos para outro tanque para finalizar a fermentação em um ambiente mais seguro, um tanque completamente vedado. Foram feitos dois transvases de limpeza por sedimentação natural antes do engarrafamento.

Este vinho surgiu de uma inspiração do vinho Torrontes Brutal de nosso viticultor Matias Michelini, branco macerado de grande sucesso na Argentina e no mundo.

Clique na imagem para abrir a ficha técnica >
Fichas Técnicas - Arte Líquida.jpg
pinot_puro.png
pinot_mg.png

Disponível em garrafa magnum (1,5L)

PINOT PURO

Desde o princípio, sabíamos que um tinto a partir de Pinot Noir deveria fazer parte do portfólio da linha Ensaios, no entanto, a safra 2019 não se mostrou apta para nosso primeiro Pinot Noir. Veio então a incrível safra de 2020 com toda sua exuberância, força, mas também elegância a partir de uma uva colhida um pouco mais cedo. Compramos as uvas de um parceiro nosso de Encruzilhada do Sul, mesmo vinhedo que forneceu as uvas para nosso Barbera Pura de 2019.

As uvas chegaram em perfeito estado sanitário, zero doenças e podridão o que nos permitiu utilizar a dose mínima de SO2 somente no desengace das uvas, 10 mg/L. Recebemos as uvas antes do nascer do sol e tivemos a oportunidade de vinificar elas frescas, ponto importantíssimo já que não possuímos controle de temperatura na vinícola.

As uvas desengaçadas foram enviadas diretamente para o tanque fermentador onde a fermentação alcoólica iniciou espontaneamente 48 depois. Foram efetuadas 3 remontagens diárias nos primeiros dias, 2 remontagens ao final da fermentação e nos últimos dias somente molhamos o chapéu utilizando baldes. Devido a exuberância da safra, a fermentação alcóolica se prolongou por quase 40 dias, felizmente, tudo correu perfeitamente bem.

Terminada a fermentação, fizemos o transvase do vinho sem prensar, somente utilizando o mosto flor. Depois foram efetuadas mais dois transvases de limpeza antes do engarrafamento.

Clique na imagem para abrir a ficha técnica >
Slide3.JPG
corte_de_brancas_2020.png

CORTE DE BRANCAS

Desde o princípio, queríamos que um dos rótulos da linha Ensaios resgatasse uma variedade nossa, uma variedade que falasse um pouco de nossas origens, que falasse um pouco do estilo dos vinhos brasileiros antes das variedades europeias dominarem por completo o cenário. Escolhemos para este corte a variedade GOETHE (também conhecida por alguns aqui como Gota de Ouro).

Na safra 2019 utilizamos 25% cortada com outras duas variedades aromáticas, para esta safra 2020, subimos sua participação para 40%, e fizemos uma vinificação com maceração pelicular (skin contact) de 7 dias, deixando o vinho um pouco mais “turvo”, com o intuito de marcar ainda mais sua assinatura.

Sabemos que este vinho é um “ensaio” quase uma loucura, no entanto, Arte Líquida também é isso, desapego de regras estabelecidas.

Clique na imagem para abrir a ficha técnica >
corte_de_brancas_20